quinta-feira, 17 de janeiro de 2008


De costas viradas para a comida, tento retornar ao caminho que me leva de volta a mim.
Desde o inicio do ano tenho tido várias recaídas, compulsões atrás de compulsões e isto do modo que esta começa a deixar-me agoniada.
Sei os reais motivos para tudo isto estar a acontecer, mas todos os dias há noite quando faço um resumo do meu dia sei que nenhum desses motivos justifica quaisqueres deslizes.
Tenho sido fraca, imensamente fraca.
Tenho sido indisciplinada e descontrolada!
Tenho feito poucos exercícios.
Tenho tido compulsões atrás de compulsões e hoje, depois de um dia e duas noite, aqui estou eu disposta a recomeçar outra vez.
Louca é isso que sou. Sou louca mas não insana. Sei bem o que quero, sei exactamente o que preciso.
Quero ser magra e para isso preciso parar de comer.
O ontem não vai ser esquecido e sim lembrado.
Todos os dias tenho uma batalha contra mim e contra o fantasma da comida e dependendo do resultado eu ganho ou não esta guerra. E pelo que depender de mim eu ganho.
Não sou forte mas não serei uma fraca. Vou aprender a comer pouco, a comer cada vez menos nem que para isso leve uma vida. Vou apreender a abafar este instinto de gula, a ensinar o meu corpo a viver.
É apenas esta luta que me mantém sã. E não vou desistir de mim, custe o que custar.

2 comentários:

Marcy! disse...

Aplausos pra ti!
O bom é que tu quer mudar, e vai conseguir, e tenho certeza de que não vai levar uma vida pra isso.

Quanto a ser louco, dizem que de perto ninguém é normal né! Somos todos loucos, normalmente loucos!
Uma pitadinha de loucura é necessária na vida da gente.

Toda força pra ti!
Abraços

ferzinha disse...

querida!*

que saudades de ti!
pode deixar que nunca irei esquece-las!!!
soh que não ta dando pra vir mesmoo!!

vou ter que voltar alguns posts seus!
=/

to desatualizadaa!!

Beijo e força!!!